7 Dicas Para Sair Do Vermelho

7 DICAS PARA TIRAR A EMPRESA DO VERMELHO

Manter as contas em ordem é essencial sempre!

Que o Brasil é um país cheio de empreendedores é fato. Mas que muitos deles não estão preparados para esta empreitada, acabando por fechar as portas com apenas um ou dois anos de mercado também já está mais que comprovado. E uma das formas mais eficientes para se evitar esse contratempo é investir a fundo em conhecimento e tecnologia relacionados à atividade que se pretende desenvolver. Com os recursos certos na mão e pelo menos uma boa ideia na cabeça, nem o céu é mais o limite!

Por acaso sua empresa ultimamente tem passado por problemas de saúde financeira? Pois então acompanhe agora mesmo nosso post e descubra como você pode medicar a situação!

1 – Identifique o que o levou a empresa a ficar no vermelho

A primeira coisa a fazer é entender bem os motivos que levaram a empresa a chegar a tal ponto de descontrole financeiro. Nesse caso, um diagnóstico preciso é simplesmente essencial para que se consiga colocar em prática as medidas para reparar essas finanças. As causas deste revés serão a base para efetivamente corrigir a questão e estabelecer novas metas.

2 – Corte quaisquer despesas desnecessárias

Quando o gestor realmente conhece como funciona seu fluxo de caixa, é capaz de entender melhor as despesas da companhia. Por isso, também conseguirá identificar os gastos que se mostram como prioritários e essenciais, bem como aqueles que podem ser reduzidos, sem que a equipe perca em matéria de operacionalidade.

Isso pode abranger desde contas de internet e luz até os materiais de escritório, tudo dependendo de como os processos funcionam dentro da empresa, assim como de seu porte e de sua área de atuação. Analise com cuidado essa conjuntura e conscientize seus funcionários sobre a nova política de redução de custos, o que já é um ótimo começo.

3 – Harmonize entradas e saídas financeiras

Outro ponto a favor de se conhecer bem o fluxo de caixa do negócio é a possibilidade do gestor de antever as datas de entradas e saídas financeiras, passo extremamente benéfico para o planejamento futuro das finanças e do crescimento do empreendimento em geral.

Nesse sentido, pode-se tentar promover o afinamento das obrigações de forma a coincidirem com datas imediatamente posteriores às entradas de recursos na empresa. Isso evitará perdas de prazos de pagamento ou multas por atrasos desnecessários, por exemplo. Com esse objetivo em mente, negocie com fornecedores e clientes!

4 – Peça ajuda externa se necessário

Contratar um consultor ou uma empresa especializada em gestão financeira empresarial não pode ser encarado como um gasto a mais, mas sim, como um investimento eficaz de aprimoramento da organização. Se você não se sente capaz de realizar um diagnóstico realmente apurado sozinho, pode ser necessário cogitar a contratação de uma consultoria externa para ajudar internamente.

5 – Renegocie e quite suas dívidas

Se a situação financeira estiver muito grave, não se deve perder tempo. O passo primordial nesse cenário é procurar os credores da empresa, a fim de renegociar as dívidas. Deve-se buscar mais prazo e uma ampliação satisfatória no número de parcelas a serem quitadas, dentro, obviamente, das previsões orçamentárias de sua organização.

Se realmente houver a necessidade de se contrair um empréstimo, primeiramente analise com calma as condições e consequências dessa importante decisão e já entre no negócio com o compromisso de saldar tudo o mais rápido que puder, sem maiores delongas.

6 – Trace estratégias para escapar das armadilhas

Já que você sabe os motivos que levaram sua empresa para o vermelho, que tal organizar um plano estratégico para não perder mais essa estabilidade financeira alcançada com tanto esforço? O ideal é estudar quais medidas não só podem como devem ser tomadas para que o futuro das finanças do negócio seja cada vez mais confiável e tranquilo.

7 – Adote um software de gestão do fluxo de caixa

Um passo importante consiste em procurar saber tanto a quantidade como as datas exatas em que os recursos entram e saem. O fluxo de caixa é uma ferramenta essencial para entender plenamente a saúde financeira do negócio, independentemente de seu porte, e tomar decisões críticas para o presente e o futuro da organização.

Sistema de gestão

Uma forma de atingir resultados ainda melhores é optar por um sistema de gestão que não apenas controle o fluxo de caixa, mas que também integre todos os setores da empresa.

 Concluindo

Sair de uma situação de contas no vermelho não é nada fácil, não é mesmo? O gestor precisa ter muita disciplina e força de vontade para, com um pouco de planejamento, organização e paciência, devolver a tonalidade azul a seu extrato bancário!

Fonte: http://blog.sigecloud.com.br/7-dicas-para-tirar-a-empresa-do-vermelho/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *