Plano De Negócios Para Startup

Aprenda a criar um plano de negócios para startup

Esse é o primeiro passo para quem quer começar uma startup!

Você tem uma ideia de negócio excelente e inovadora e precisa colocá-la em prática? Então, uma das primeiras etapas para que isso se concretize é a criação do plano de negócios para startup.

O documento é uma ferramenta essencial para toda empresa, pois, com ele será possível analisar a estratégia, os recursos necessários, as metas, entre outros fatores que garantirão a sustentabilidade e o crescimento dela.

Não há um modelo padrão para isso, cada empreendedor pode criá-lo da forma e do tamanho que desejar. Contudo, algumas informações importantes não devem ficar de fora.

Veja abaixo quais são elas!

Faça o detalhamento do negócio

A primeira etapa é definir bem sua ideia: pense, por exemplo, em qual problema ela resolverá, como ela será útil para os consumidores e quais são as oportunidades.

A recomendação é que o detalhamento seja simples e conciso, as pessoas precisam entender seus propósitos em poucas palavras.

Fale sobre seus produtos ou serviços

O passo seguinte do plano de negócio é falar sobre os produtos ou serviços que serão ofertados. Ao descrever seu portfólio demonstre, como ele se diferencia no mercado, qual a qualidade, a abordagem que será utilizada, entre outros temas.

Indique o público-alvo no plano de negócios para startup

Não há um bom negócio sem clientes, certo? Portanto, não deixe de incluir seus consumidores em potencial no documento. Analise seu público-alvo, veja quais são os interesses dele, o perfil de consumo, a renda média e a faixa etária.

Aborde o mercado de atuação e seus concorrentes

O plano de negócios para startup deve demonstrar o mercado de atuação e os concorrentes, dessa forma, procure indicar a estimativa do tamanho do mercado e o potencial de crescimento, além de identificar os concorrentes principais e secundários e as forças e fraquezas mais relevantes.

Determine os recursos necessários para o projeto

Para colocar seu plano em prática você precisará de recursos financeiros, humanos e físicos.

O capital para concretizar o projeto é um fator extremamente importante e deve ser mensurado corretamente para que você possa ir em busca dos recursos financeiros com investidores, em aceleradoras, etc.

Também será necessário estimar a equipe que realizará a execução do plano. Se você quiser se aprofundar ainda mais no item, faça um perfil dos profissionais e busque pessoas que estejam alinhados com o negócio e entendam sobre o mercado de atuação para integrarem o time.

Faça projeções financeiras e defina as principais métricas

Para garantir o crescimento de um negócio é essencial avaliar os resultados e definir as métricas que serão acompanhadas no decorrer das atividades, tais como número de clientes, taxa de conversão, ROI, payback, entre outras.

Ao realizar as projeções financeiras do seu plano de negócios para startup, é importante estabelecer metas que sejam condizentes com a realidade da empresa e com o capital disponível, avaliando o mercado de atuação e os concorrentes. Definir uma meta impossível de ser atingida afastará os investidores de seu projeto e desmotivar sua equipe.

Com um plano de negócios para startup bem estruturado, você terá clareza do que precisará ser feito para garantir o avanço da empresa, além disso, conseguirá apresentar a ideia de forma mais confiante para sua equipe, parceiros e possíveis investidores.

Esperamos que este texto te ajude nessa missão! Se tiver outras dúvidas, entre em contato com a Roca! Será um prazer falar com você.

Aproveite e confira 3 dicas para reduzir os riscos de se investir em uma startup!

Saiba que somos especialistas em criar conteúdo de qualidade e que ofereça soluções para a empresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *