Melhores Tipos De Startup Para Se Investir

Conheça os melhores tipos de startup para se investir

Se você deseja investir em novos negócios, mas não tem certeza de quais tipos de startup possuem maiores chances de retorno rápido, esse texto será perfeito para você!

Existem diferentes tipos de startups e de investimentos que podem ser realizados. Tudo depende do negócio em que você deseja investir e do quanto.

A SCALABLE STARTUP

Podemos começar usando exemplos como o Uber, por exemplo. É uma empresa cujo modelo de negócio é replicável e pode ser adaptado e aperfeiçoado, caso o idealizador da startup possua alguma ideia que possa ser aplicada.

Nesse caso, estamos falando das Scalable Startups. Para essas empresas, um pequeno empurrão (leia investimento) poderá impulsionar os negócios e resultar em uma expansão considerável.

O grande potencial de crescimento desse tipo de negócio atrai a atenção dos investidores que desejam investir em startups. Nesses casos, o tempo para o retorno da quantia investida não é tão grande.

A BUYABLE STARTUP

Um outro modelo que também chama bastante atenção dos investidores é o modelo das buyable startups, que são iniciadas através de uma ideia inovadora, muitas vezes disruptiva.

A inovação proposta por esse tipo de empresa revoluciona um mercado específico e faz com que a startup se torne um dos grandes players no seu setor.

Nesse caso, é preciso de um investimento considerável para que as operações possam começar e as chances do negócio dar certo são grandes.

A SOCIAL STARTUP

Uma Social Startup é um tipo de empresa que deseja ir além da obtenção de lucro, motivo principal pelo qual as empresas são abertas em um regime capitalista.

Nesse caso, existem empresas sem fins lucrativos, cujo sustento vem de doações, além de startups que visam obter lucro, mas sem deixar de impactar a sociedade de uma forma positiva, através de ações ou do fornecimento de serviços relevantes para a área onde são baseadas.

Investir em uma startup com essa perspectiva social está se tornando, cada vez mais, uma tendência, já que o consumidor moderno possui um nível maior de consciência ambiental e, quando pode, opta por produtos naturais ou que não agridam o meio-ambiente, por exemplo.

Uma social startup entende as necessidades e desejos do seu público, mas não se limita apenas a atendê-los, entregando benefícios que realmente contribuirão com a sociedade de forma positiva e relevante.

E, por incrível que pareça, esse tipo de startup é o que mais se aproxima das bases do empreendedorismo, onde é comum encontrar informações que explicam a necessidade de um negócio possuir demanda, algum valor para a sociedade, alta chance de lucratividade, etc.

A LIFESTYLE STARTUP

Essas empresas buscam criar ou modificar estilos de vida e rotinas do seu público-alvo.

Citando um exemplo bem raso, podemos imaginar uma empresa intermediadora, que fornece métricas precisas do seu desempenho no trabalho, sem que você precise trabalhar dentro do escritório. É o tipo de startup que permitiria que os funcionários trabalhassem em regime home-office indefinidamente, trazendo maior economia para a empresa.

Investir em uma startup nesse modelo significa investir na criação de motivação para os clientes, fornecendo serviços ou produtos que podem contribuir para as suas vidas pessoais e profissionais.

PEQUENAS E GRANDES EMPRESAS

Se nenhum dos modelos anteriores te agradou, saiba que ainda é possível investir em dois tipos de startups, definidas pelo tamanho das empresas.

Começando pelas maiores, podemos resumir essas startups a uma forma de inovação em um modelo de negócio existente. As grandes empresas não costumam desenvolver inovações realmente disruptivas dentro do seu negócio, já que estão no mercado há algum tempo e possuem uma base de clientes consolidada.

Entretanto, inovar é sinônimo de manter a competitividade e, para isso, alguns investimentos serão necessários.

Optando por esse modelo, você provavelmente terá a oportunidade de investir em startups que desenvolvem inovações incrementais e sustentadoras.

O caso das empresas menores também não é muito diferente. Aqui, os negócios são iniciantes e possuem uma visão e perspectiva de expansão limitadas. Os investimentos são responsáveis por garantir a renovação do modelo de negócios dentro de um limite, que deverá variar, de acordo com o negócio, local de atuação e etc.

É o tipo de empresa que movimenta a economia local, mas dificilmente se expande além disso.

Agora você conhece vários tipos de startups para investir. Que tal conversar com uma contabilidade especializada nesse mercado e dar os primeiros passos rumo ao sucesso?

Nós, da Roca, podemos te ajudar. Será um prazer falar com você!

Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *