Empreendedorismo Social

Empreendedorismo Social – como obter lucro e desenvolver a sociedade?

O conceito de empreendedorismo social é recente na história da administração, tendo começado na década de 1980. É um tema que vem sendo bastante discutido atualmente, principalmente pelo fato de ter aumentado a preocupação com as causas sociais e ambientais.

Um dos principais obstáculos desse ramo de atividade, no entanto, é a obtenção de lucro, já que se trata de uma empresa que precisa sobreviver. Porém, além disso, o empreendedorismo social também é uma maneira de mudar a sociedade e contribuir para o desenvolvimento sustentável.

O empreendedorismo social é um meio de empreender ao mesmo tempo em que se procura melhorar a sociedade e essa é uma nova forma de vivenciar as atividades de uma empresa, preocupando-se com um mundo mais saudável para todos. Assim, podemos perceber que o conceito é diretamente ligado ao desenvolvimento social de uma população.

Evidentemente, quem se dedica ao empreendedorismo social não está apenas interessado no lucro, trabalhando para que a empresa possa provocar impactos positivos na sociedade, aplicando estratégias que possam trazer um retorno para a sociedade.

Como o empreendedorismo social pode ser implementado?

Diante das grandes mudanças pelas quais vem passando o mundo, o próprio desenvolvimento empresarial está sendo revisto, trazendo bons resultados, seja para a sociedade, seja para as empresas que se adequam ao empreendedorismo social.

Para o empreendedorismo social, as pessoas não são recursos e sim o objetivo, devendo as empresas concentrar seus esforços em promover alterações no sistema e criando modelos sustentáveis que possam afetar de forma positiva o seu público-alvo.

Ou seja, no empreendedorismo social procura se identificar um problema, que é denominado “a dor do cliente”, buscando meios de empreender e, ao mesmo tempo, contribuir para superar esse desafio, conciliando a atividade empresarial com a solução dos principais problemas socioeconômicos que envolvem a sociedade.

Um dos maiores aliados do empreendedorismo social atualmente é o crowdfunding, sites de financiamento coletivo que oferecem excelentes oportunidades para financiamento de projetos sociais, servindo para divulgar a empresa e suas iniciativas.

Principais objetivos do empreendedorismo social

O empreendedorismo social é uma forma de fazer com que uma empresa possa se tornar aliada da sociedade. Dessa forma, seus objetivos são bastante claros: através de suas atividades, a empresa procura investir na melhoria social, buscando colaboradores e parceiros que também estejam dispostos a tornar o mundo um local melhor para se viver.

Uma empresa empreendedora social não busca apenas lucro e crescimento econômico, mas sim melhorias para os setores mais carentes da sociedade, como a saúde, o lazer, a cultura e a educação.

Certamente se trata de uma área repleta de desafios e ainda com muito a ser melhorado. Diversos empresários vêm buscando aplicar ideias que ofereçam soluções para os problemas sociais mais comuns e, assim, conseguem lucratividade, ao mesmo tempo em que geram impactos positivos na sociedade de uma forma geral.

Como conciliar o empreendedorismo social com o lucro

O empreendedorismo social e o lucro podem ser vistos como parte de um mesmo conjunto. Não podemos pensar que não é possível ter lucratividade com problemas sociais, já que esse conceito está totalmente ultrapassado no mundo contemporâneo.

Quando os empresários perceberam que a busca pelo lucro não poderia ser o foco principal das organizações, começaram a concentrar suas ações na busca de soluções de grandes problemas, entendendo que essa forma de ver o empreendedorismo poderia ser bastante promissora.

Para o empreendedor social, através de sua empresa, o objetivo é superar condições extremas de pobreza, problemas ambientais e problemas sociais, envolvendo não apenas seus colaboradores, mas também investidores e o público-alvo.

Através do empreendedorismo social, as causas sociais e ambientais deixam de ser um problema apenas dos governos, tornando-se o objetivo principal de grande parte das organizações ao redor do mundo. Trabalhando para melhorar a sociedade, é possível ter como recompensa uma expressiva lucratividade.

Com isso, a empresa pode agregar valor comercial e social, manter-se sustentável e, ainda por cima, conseguir lucro.

No empreendedorismo social, a principal diferença para uma empresa tradicional é que a busca é por ideias inovadoras, utilizando a criatividade para solucionar problemas sociais de grande escala, buscando, ao mesmo tempo, uma forma de se tornar sustentável. Mas, como fazer isso? Como ser autossustentável e ao mesmo tempo oferecer benefícios à sociedade?

Exemplificando melhor, o objetivo do empreendedorismo social é superar os mais diversos problemas, como educação, saúde, acesso à tecnologia, melhores condições ambientais e, principalmente, vencer a pobreza que ameaça o desenvolvimento social e prejudica a busca pela lucratividade.

Oferecer melhores condições de sobrevivência às camadas da população que mais precisam é uma forma de aplicar o empreendedorismo social, trazendo soluções efetivas, que melhorem as condições de vida dessas pessoas.

O empreendedorismo social pode gerar lucros a partir do momento em que ofereça produtos que atendam às necessidades básicas, criando meios para que as pessoas possam se desenvolver e buscar sua própria melhoria.

Devemos destacar que uma empresa dedicada ao empreendedorismo social possui fins lucrativos, diferentes das organizações não governamentais, que operam sem fins lucrativos, mantendo-se com o auxílio de doações ou de verbas governamentais. Dadas as condições, não se oferece o peixe pescado, mas sim ensina-se a pescar e nessa educação é que repousa o lucro que a empresa pode conseguir.

Percebe-se que se trata de um grande desafio dedicar-se ao empreendedorismo social, mas é uma atividade que pode expandir o alcance de uma empresa, oferecendo serviços ou produtos que agreguem valor aos clientes.

O principal desafio é o tempo: um negócio voltado para melhorar as condições de vida de uma população não pode trazer lucro em pouco tempo. Portanto, o que é esperado é que, ao longo de sua trajetória, uma empresa dedicada ao empreendedorismo social consiga se manter e, ao mesmo tempo, atuar em prol da comunidade, mostrando claramente que sua atividade é útil e, assim, recebendo as atenções por parte da comunidade a que está se dedicando.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Roca! Será um prazer falar com você!

Sucesso e até logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *