Minimercado  Pessoal

Minimercado – Pessoal

6 – Pessoal

principais-testes-seleção-recrutamento

Seleção.

A escolha de profissionais que irão trabalhar no empreendimento precisa ser feita com muita responsabilidade, pois são estes colaboradores que irão atender os clientes do novo empreendimento e fazê-los voltar ou não.

Uma seleção acurada e um bom ambiente de trabalho terá reflexo direto na imagem da empresa aos olhos de todos.

Quantidade.

A quantidade de funcionários está relacionada ao porte do empreendimento, observando que devem ser adequados aos tipos de produtos que serão comercializados e com o horário de funcionamento.

Havendo padaria e açougue, para um minimercado de pequeno porte (2 Check outs) pode-se começar com 08 (oito) empregados sendo dois caixas, um balconista para a padaria, um padeiro, um balconista para o açougue, um açougueiro, um repositor de estoque e um auxiliar de limpeza.

Se o período de atendimento diário ultrapassar 08 horas será necessário ajustar as quantidades de pessoas.

Gerência

Gerência.

Principalmente no início do negócio, a atividade de gerência da loja pode ser realizada pelo próprio empreendedor. Deve-se observar que as atividades de compras tem reflexo direto no lucro do negócio.

Além de obter mercadorias a custos baixos e prazos adequados ao fluxo de caixa, o comprador precisa observar quais mercadorias vendem mais, quais são perecíveis e quais podem “encalhar”, portanto, não podem ser delegadas a pessoas de pouca experiência.

Rotatividade X Retenção.

Segundo a ABRAS – Associação Brasileira de Supermercados, neste ramo de atividade a rotatividade de pessoal é muito grande, ou seja, os colaboradores não permanecem muito tempo na empresa.

As funções de frente de caixa (operador e empacotador), importantes por serem responsáveis pela última impressão deixada ao cliente e por conferir identidade à loja, são os que representam maior índice de rotatividade.

Isto demonstra a necessidade de se pensar na retenção destes profissionais. Segundo a ABRAS, algumas ações são comuns para reter profissionais como: Treinamento para qualificação, aumento de salários, planos de carreira baseados no desempenho ou até mesmo troca de departamento/área de atuação.

Apresentação da equipe

A apresentação pessoal é fator critico para consolidar a imagem da empresa junto ao cliente.

Limpeza impecável, uso de uniformes, higiene e asseio constituem elementos que devem ser valorizados por todos os empregados.

Contabil

 Capacitação e atualização

Além da equipe, o empreendedor necessita se atualizar e saber o que está acontecendo na sua área de atuação.

A participação em seminários, congressos e cursos relacionados deve ser rotineira, independente da quantidade de trabalho existente em seu negócio.

Deve-se estar atento para a Convenção Coletiva do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Varejista, utilizando-a como balizadora dos salários e orientadora das relações trabalhistas, evitando, assim, conseqüências desagradáveis.

O Sebrae da localidade poderá ser consultado para aprofundar as orientações sobre o perfil do pessoal e o treinamento adequado.

Fonte: Sebrae

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *