Praticas Sustentaveis

Saiba porque adotar práticas sustentáveis é uma questão de sobrevivência para as empresas

Saiba porque adotar práticas sustentáveis é uma questão de sobrevivência para as empresas

Sustentabilidade, uma necessidade

Muito se discute em sustentabilidade e o que é preciso para fazer para a preservação dos recursos naturais ao nosso cotidiano, pois o mundo está passando por um momento de inevitáveis mudanças e o futuro de necessidades e escassez é presente. Pensar nele com a mesma cabeça de antigamente não é mais uma opção para as empresas modernas e que querem durar. É preciso adequar as práticas de mercado às diretrizes de uma política sustentável, independente do setor de atuação, mas principalmente naqueles em que o meio ambiente é prejudicado.

No mundo empresarial, ainda existem dúvidas do que realmente vem a ser sustentabilidade e, sobretudo, sua diferenciação e relação com a responsabilidade social. É preciso ter claro que estamos falando de dois conceitos distintos, porém complementares, diretamente relacionados e que não podem ser separados. Ambos visam garantir que as necessidades da geração atual sejam atendidas, sem comprometer as próximas que virão.

Uma empresa sustentável procura inserir em todos os aspectos de sua gestão práticas que garantam o equilíbrio econômico, o bem-estar social e a preservação ambiental,  seja desenvolvendo programas voltados aos empregados ou à cadeia de valor, ou mesmo implementando ações de reciclagem ou reuso de água. A sustentabilidade deve estar alinhada aos interesses financeiros sem perder de vista as demandas da sociedade e do planeta.  Nada disso é feito da noite para o dia. Leva tempo, demanda, estudo e dedicação constantes. Mas vale à pena, pois os resultados trazem benefícios a todas as partes envolvidas.

Sustentabilidade, uma realidade

Em nossa realidade atual, eu diria que é impossível fugir da sustentabilidade. É uma questão de sobrevivência das empresas, pleiteada não só pela sociedade, mas também pelo mercado.  As novas gerações já possuem essa mentalidade intrínseca e não é algo que tenham aprendido, como aconteceu com a nossa geração. Nos jovens, esse chip vem “de fábrica”. A pergunta é: como fazer negócio, vender seus produtos e sua imagem para um público que já sabe tudo sobre pegada de carbono, reciclagem e voluntariado?

Sustentabilidade e valores

A raiz da sustentabilidade nas empresas deve estar na forte preocupação com o ser humano, com a saúde dos empregados e familiares em todos os aspectos: físicos, financeiros, emocionais e sociais.

Fazer a diferença e posicionar-se como uma empresa sustentável ganha ainda mais relevância em tempos de crise, porém, não pode ser o foco principal, é preciso entender a sustentabilidade num aspecto mais amplo, algo de valor agregado a cultura da empresa, ao negócio, ao seu propósito.

Sem dúvidas que o lucro é importante e sempre será o propósito maior das organizações, afinal, dele depende sua sobrevivência. Porém, colocá-lo acima de tudo e visar a sua obtenção a qualquer custo, sacrificando o ser humano e o planeta, não pode mais ser uma prática aceita como usual.

A sustentabilidade hoje é tão importante quanto a inovação para um pequeno negócio?

Uma padaria que não tenha eficiência energética não é competitiva no mercado. Essa eficiência significa maior sobrevivência. Nesse sentido, reutilização de água e reciclagem de materiais são aspectos muito importantes. Se o pequeno chegar antes, pode agregar valor ao seu negócio. Uma pousada que faça uso da energia solar, reutilize a água da chuva e tenha preço semelhante ao da concorrência, será escolhida pelo consumidor. A pauta de inovação não se esgota na sustentabilidade, claro, mas o eixo de inovação deve também focar em sustentabilidade.

Pense no tema, reflita. Você não vai se arrepender, só tem a ganhar.

Fontes: O Estadão. Trecho da Entrevista com Maria Luzia de Almeida (site: www.administradores.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *