Doacao De Orgaos

DIA NACIONAL DO DOADOR DE ÓRGÃOS E TECIDOS

Dia 27 de Setembro

O Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos ocorre no dia 27 de setembro. No estado de São Paulo, a Lei nº 15.463, de 18 de junho de 2014, instituiu o mês da doação de órgãos, denominado Setembro Verde. Para celebrar a data, a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO) realiza anualmente a Campanha Nacional de Doação de Órgãos.

O Sistema Nacional de Transplantes (SNT), instituído em 1997, é a instância responsável pelo controle e pelo monitoramento dos transplantes de órgãos, de tecidos e de partes do corpo humano realizados no Brasil.

A atividade de transplante de órgãos e de tecidos teve início, no país, nos anos 1960, com a realização dos dois primeiros transplantes renais, e, em 1968, foi realizado o primeiro transplante de coração em território nacional. Desde então, de acordo com o Portal da Saúde, os transplantes no Brasil evoluíram consideravelmente no que se refere às técnicas, aos resultados, à variedade de órgãos transplantados e ao número de procedimentos realizados.

Dados de 2015

No ano passado, foram realizadas no Brasil 23.666 cirurgias de transplante de órgãos, sendo 95% dos procedimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em mais da metade das operações (58%), 13.793 pacientes receberam novos corações saudáveis. Os transplantes de rim estão em segundo lugar: foram 5.409 cirurgias em 2015, o que corresponde a 23% de todos os procedimentos.

Apesar do grande volume de cirurgias realizadas, a quantidade de pessoas à espera de um novo órgão ainda é grande. Ao todo, 41.236 pacientes estão cadastrados na lista SUS. O rim é o órgão mais demandado: 25.077 esperam por um transplante renal. Em seguida, vêm as córneas (12.686) e o fígado (2.193).

Para vencer a atual desproporção entre número de pacientes na lista e o número de transplantes realizados, é importante conscientizar a população sobre todas as etapas do procedimento, que começa com o diagnóstico de morte encefálica de um potencial doador e termina na recuperação do paciente que recebeu um novo órgão. Entre essas etapas, é preciso correr contra o tempo, levantar informações importantes sobre o histórico do doador e do paciente e, a etapa mais delicada, contar com a solidariedade de uma família que passa por um momento de dor.

Conheça abaixo, como funciona o processo da doação de órgãos:

conheca-as-etapas-para-realizacao-de-um-transplante-de-orgao

Quantas vidas o doador pode salvar ?

Cada doador pode salvar até 10 vidas.

 

Pense nisso, decida pela vida. Seja um Doador.

 

doador-de-orgaos02

 

Fonte: Trecho http://pre.univesp.br/27-de-setembro-dia-nacional-da-doacao-de-rgaos-e-tecidos#.V-pXoPArLIW

http://www.brasil.gov.br/saude/2016/06/entenda-as-etapas-do-processo-de-doacao-de-orgaos

http://www.novoclique.com.br/noticias-sociais/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *