Cópia De Travel (7) - Roca Contábil

O download de XMLs e o Fsist: entenda o que aconteceu!

Alteração da Sefaz já está afetando sistemas que baixam XML de NFe sem certificado digital. Na última segunda-feira (06), o Fsist anunciou novamente que não conseguirá consultar NFes.

1 - Roca Contábil

 

Desde a alteração da Sefaz no portal da NFe, sites como Fsist correm o risco de parar de baixar XML de NFe sem certificado digital. Os ajustes Sinief 16/18 e 17/18 anunciaram a obrigatoriedade da consulta com certificado digital.

As Secretarias da Fazenda de 13 estados, incluindo São Paulo (SP), pararam definitivamente a consulta de NFe por chave de acesso sem certificado digital através de seus portais. O site da Sefaz nacional ainda está realizando a consulta mas, ao que tudo indica, deve parar de oferecer essa opção em breve.

Entenda agora o que aconteceu com o Fsist:

Download do XML por Captcha e reCaptcha

Até o final de abril, o site Fsist consultava a chave de acesso inserida pelo usuário no site da Sefaz, quebrando o “Captcha” (letrinhas). Esse XML fornecido pelo site não tinha validade jurídica, mas era utilizado por muitas empresas que precisavam de NFes.

A Sefaz nacional mudou a sua verificação do “Captcha” para o “reCaptcha”, uma forma um pouco mais atualizada de conferir se o usuário não é um robô. Por isso, durante alguns dias o Fsist deixou de funcionar mas depois conseguiu quebrar o “reCaptcha”.

2 - Roca Contábil

 

Agora o “reCaptcha”:

3 - Roca Contábil

 

No dia 06/05/2019 (segunda-feira), o Fsist deixou de consultar NFe gratuitamente. No site aparece somente a consulta de CTe, via “Captcha”, e a seguinte mensagem:

As empresas e escritórios contábeis que procuravam uma solução imediata para continuar consultandos suas NFes e até mesmo NFes de terceiros, se depararam com a solução do Arquivei Lite, que funciona normalmente.

Isso causou dúvidas entre diversos contribuintes, portanto veja a explicação abaixo:

Download de XML pela chave de acesso com Arquivei Lite

As ferramentas Fsist e outras utilizam robôs que buscam a NFe no portal da Sefaz, quebrando o “Captcha” ou “reCaptcha”.

Eles copiam o conteúdo do site e constroem uma Nota Fiscal artificialmente.

Já o Arquivei Lite não funciona dessa maneira. A ferramenta foi desenvolvida pela Arquivei, uma empresa que já se consolidou no ramo de consulta e gestão de Documentos Fiscais no Brasil, tendo o McDonald’s, a Riachuelo e outras grandes marcas em sua carteira de clientes.

Segundo o site do Arquivei Lite, a solução utiliza outras fontes oficiais do Governo para conseguir baixar o XML utilizando apenas a chave de acesso, sem o certificado digital.

Veja como é a página do Arquivei Lite:

4 - Roca Contábil

De qualquer forma, para garantir a validade jurídica da NFe apenas utilizando plataformas que obrigam a inserção do certificado digital, como é o caso da Arquivei.

O contribuinte também pode continuar consultando as NFes nos portais da Sefaz, porém irá precisar tanto do certificado digital quanto da chave de acesso e ainda erá o problema de não saber se está ciente de todas as notas emitidas para seu CNPJ.

 

Att,

Gabriel Cavalcante

Coordenador Fiscal

Roca Contabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *