Conheça Como Funciona A Tributação Sobre Produtos Alimentícios - Contabilidade No Morumbi - SP | Roca Contábil

Conheça como funciona a tributação sobre produtos alimentícios

Tributação sobre produtos alimentícios, o que entra e o que fica de fora?

Você tem uma empresa de produtos alimentícios e precisa saber quais são os impostos incidentes sobre eles?

Então, seja muito bem-vindo até aqui e conheça a partir da nossa empresa contábil, como funciona alguns tributos que incidem sobre as operações das empresas que produzem ou vendem produtos alimentícios. 

Vamos lá entender melhor?

Tributos sobre alimentos!

A tributação ou impostos é um meio pelo qual os governos das esferas Federal, Estadual e Municipal, financiam suas despesas através de taxas impostas aos cidadãos e às entidades corporativas.

Esses impostos incidem em várias categorias de produtos e/ou serviços, e os produtos alimentícios não ficam de fora!

Portanto, se você tem supermercado, padaria ou restaurante, saiba que existem impostos a serem pagos sobre os alimentos comprados e revendidos.

Conheça alguns deles…

  • ICMS sobre produtos alimentícios;
  • IPI sobre produtos alimentícios;
  • COFINS sobre produtos alimentícios;
  • PIS sobre produtos alimentícios.

Vamos mais adiante entender melhor esses impostos!

Confira Nossos Serviços - Contabilidade no Morumbi - SP | Roca Contábil

ICMS sobre produtos alimentícios

ICMS significa: Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços. 

Todas as despesas envolvidas para que o alimento chegue até o local de compra, estão incluídas nesse tributo, por exemplo, o produto alimentício é importado? Pode ser que ele venha de outras regiões, Estados ou Cidades. Nesse caso, o ICMS está incluso a ser pago por consumidores e para todos que fazem uso dos ingredientes comprados. 

IPI sobre produtos alimentícios

IPI significa Imposto sobre Produto Industrializado, e precisa ser pago, porque, na verdade, a maior parte dos produtos são industrializados hoje em dia, mesmo que de forma mínima passam por algum tipo de processamento industrial. 

Portanto, por terem conservantes, aromatizantes, corantes e afins, isso inclui custos para as empresas que prepara e comercializa esses produtos, assim sendo, esses custos precisam ser cobrados pelo IPI.

COFINS sobre produtos alimentícios

A COFINS por sua vez, tem a ver com a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social e é uma proteção para os cofres públicos que destina o valor para a previdência social, para a assistência social e para a saúde pública.

Nesse caso, o dinheiro é destinado para benefício da população em geral, por isso, tem grande valor para todos!

PIS sobre produtos alimentícios

Já o PIS se trata de um Programa de Integração Social que tem por objetivo financiar o seguro desemprego dos funcionários que são desligados de suas operações laborais.

É administrado, por sua vez, pela Caixa Econômica e pelo Ministério da Fazenda, sendo também, da mesma forma que o COFINS, uma contribuição de nível social. 

Alíquotas nos produtos alimentícios

Diferentes porcentagens podem ser aplicadas sobre os produtos alimentícios, e isso varia muito de acordo com cada alimento.

Por exemplo, um pacote de açúcar tem em torno de 17% de incidência, enquanto um pacote de sal possui 10%.

Portanto, o único jeito para você saber todos os impostos incidentes e quanto está a pagar de cada tributo ao qual sua empresa está sujeita e ter uma precificação mais justa, com base naquilo que paga, é através de uma contabilidade especializada que entenda esse mercado alimentício e que opere em condições de te trazer muitas vantagens, pois não adianta vender, é preciso ter lucro para crescer e prosperar!

Portanto, se você tem um negócio que trabalha ou vende alimentos, venha falar conosco agora mesmo e veja melhores resultados lucrativos e de tributação!

QUERO AJUDA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *